Automação com Robô RPA: como surgiu, o que é, e no que vai se transformar

O papo do momento é sobre robôs e como a automação RPA vai transformar o ambiente de trabalho. Já que a inteligência artificial avança rapidamente, não dá mais para escapar desse assunto. Muitas empresas já estão transformando seus processos com a ajuda dessa tecnologia.

Se você quer saber se isso vai afetar sua empresa ou sua vida profissional no futuro, então temos uma ótima leitura para você!

Vamos descobrir como surgiu esse tal de robô de automação RPA (Robotic Process Automation), e descobrir as mudanças que nos aguardam no futuro. Vamos lá!

Como surgiu o robô de automação RPA
A automação tradicional já faz parte das nossas vidas há algum tempo, e os robôs mais ainda. Mas antes é preciso entender o que diferencia o RPA de seus predecessores. Assim podemos discutir se essa é uma tecnologia nova, ou uma extensão das tecnologias que vieram anteriormente. Para isso precisamos voltar à década de 90.

Screen scraping
Nos primórdios da internet uma tecnologia para fazer a ponte entre os equipamentos legado e os sistemas que estavam surgindo foi criada: era o screen scraping. Recentemente essa técnica tem sido usada para extrair dados da web na sua camada de apresentação, mas no passado ela foi útil para substituir o trabalho manual na hora de realizar essas transferências de informações.

Apesar dos seus benefícios, o screen scraping apresenta limitações, como por exemplo, compatibilidade de software e variação de aplicações, além da dependência do código HTML fundamental para sites. Por essa razão as empresas procuram tecnologias mais versáteis.

Automação de Workflow e Ferramentas de Gerenciamento
Por volta do início do século XX, mais precisamente durante a segunda revolução industrial, já se falava em automação de fluxo de trabalho. Eram os reflexos da eficiência conquistada com o advento do petróleo como combustível principal e as linhas de produção em massa. Contudo, o termo tem sido usado com mais frequência após a década de 90.

Com a ajuda de um software de automação de fluxo de trabalho é possível melhorar o processamento de pedidos: capturar campos específicos como informação de contato do consumidor, total da fatura, descrição do pedido, traduzir tudo isso dentro do sistema da empresa, e notificar o funcionário correspondente.

Esse tipo de software elimina a necessidade de registro manual de informações e aumenta o índice de Order Fulfillment (atendimento de pedidos). Dessa forma as vantagens incluem aumento de velocidade, eficiência e precisão.

Inteligência Artificial
Até 1954 a Inteligência Artificial ainda não era um objeto de pesquisa. Apenas no verão desse mesmo ano, durante um workshop da Faculdade de Dartmouth, que esse assunto seria fundado como um campo acadêmico, e surgiriam os primeiros pesquisadores da área.

Muitos deles predisseram que máquinas tão inteligentes quanto os seres humanos existiriam em menos de uma geração, e então receberam fortes investimentos para fazer essa previsão virar realidade. Hoje podemos entender a Inteligência Artificial (IA) como a capacidade de um sistema de computador em executar tarefas que normalmente necessitam da intervenção humana e inteligência.

As tarefas que podem ser completadas com IA são aquelas que anteriormente eram altamente dependentes de pessoas para julgamentos e tomada de decisão e incluem, por exemplo, planejamento financeiro e prevenção à fraudes. Apesar da IA exigir investimentos, os benefícios incluem exatidão e precisão na execução de tarefas e substituição do trabalho manual tedioso e demorado.

O que é um Robô de Automação RPA
Como podemos notar, o RPA ( Robotic Process Automation) é mais que a soma das pequenas partes apresentadas anteriormente. Apesar de que cada um desses avanços e descobertas em tecnologia de automação foi disruptivo a própria maneira, a evolução e desenvolvimento do RPA e sua habilidade de combinar, refinar e reimaginar certos aspectos de cada um dessas tecnologias é que faz o RPA uma plataforma tecnológica tão impactante.

O uso de screen scraping e automação de fluxo de trabalho ainda são as bases de um RPA, mas aproveitados de uma forma que fornecem mais benefícios às empresas. Ao invés de ser dependente de códigos, como é o screen scraping, o software RPA permite que as pessoas estabeleçam automações e gerenciem fluxos de trabalho usando funcionalidades como “arrasta e solta”, formas totalmente visuais e independentes de conhecimento de programação.

Além disso, diferente de outras ferramentas screen scraping, alguns softwares RPA usam Reconhecimento Ótico de Caracteres (OCR) para se adaptar às constantes mudanças de websites sem precisar da intervenção constante de um funcionário humano.

Isso é possível pois o RPA também é construído com Inteligência Artificial. Na verdade, podemos dizer que o RPA é a combinação de Inteligência Artificial e Automação. Os robôs RPA são programados para manipular dados e aplicativos da mesma forma que uma pessoa faria, usando um software por exemplo.

Essa tecnologia é extremamente eficiente, pois os robôs de automação RPA reconhecem padrões, realizam a comunicação entre sistemas, se adaptam, tomam decisões e executam uma grande variedade de tarefas repetitivas. A grande diferença é que o robô não precisa dormir, não comete erros e otimiza os gastos operacionais.

Com isso sua equipe fica livre para se concentrar nas tarefas que trazem valor para a empresa, aquelas que exigem sensibilidade e reflexões críticas.

O que esperar para o futuro
Toda essa história nos leva à seguinte pergunta: Como será o RPA no futuro? Sabemos que essa tecnologia é a evolução do uso combinado das técnicas de automação e inteligência artificial, e que já transforma os processos de várias empresas.

Quanto mais empresas iniciarem suas jornadas com automação RPA, mais sólida essa tecnologia se torna, com processos de integração cada vez mais aprimorados. Consequentemente, à medida que empresas experientes no uso da automação RPA com robôs continuam usando essa tecnologia, é esperado que novas soluções com RPA surjam.

Outras tecnologias inteligentes provavelmente serão integradas à automação RPA, como machine learning e a computação cognitiva, que são formas de permitir que um computador possa aprender partes muito além de sua programação inicial. Investir em Automação RPA com robôs é mais do que melhorar um pequeno aspecto de uma empresa. É iniciar a jornada de uma organização no uso de inteligência artificial para realizar de qualquer tarefa.

Essa é a oportunidade para se tornar mais competitivo no mercado, ganhar desempenho e ser capaz de executar tarefas complexas com pouca intervenção humana ou dependência de programação.

Publicado originalmente em PRTI digital.

Share This Post
Have your say!
00

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Thanks for submitting your comment!
Share This