Como a aplicação de Inteligência Artificial pode contribuir com a área da saúde

A inteligência artificial se tornou um dos tópicos mais debatidos na área da saúde, e quando se trata de aplicação de IA para esse segmento, o tema fica mais complexo e desafiador. Nesse contexto, a triggo ai, startup focada em desenvolver produtos e soluções personalizadas voltadas para Data Analytics e Inteligência Artificial, explica como aplicar o uso da IA e o aprendizado de máquina pode ser importante para a saúde, principalmente após a pandemia da Covid-19.

A oportunidade no setor é enorme, soluções de inteligência artificial são capazes de analisar e aprender com a experiência de milhões de pacientes e o conhecimento de milhares de médicos, otimizando muito o diagnóstico e o tratamento.

Alguns pontos em que a aplicação da IA na saúde pode ajudar são em diagnóstico precoce e tratamentos de doenças a partir da análise de dados do paciente, otimizando o tempo das equipes médicas e emitindo resultados de exames em tempo mais hábil, visto que muitos pacientes precisam de agilidade em situações críticas. São diversos os benefícios de integrar a inteligência artificial na área, pois ela contribui para a redução de custos, bem como para o gerenciamento e otimização de recursos, além do desenvolvimento de novas políticas públicas como a redistribuição de vagas e leitos em hospitais, por exemplo.

“Quando falamos da aplicação de inteligência artificial em qualquer área, pensamos em otimizar tempo. Isso porque com ela é possível automatizar tarefas repetitivas, que desperdiçam o potencial cognitivo humano. Para uma boa gestão da qualidade na saúde, é preciso sempre antecipar ações para evitar o risco dos eventos adversos, neste sentido a IA é a grande aposta futura para mapear e eliminar as possíveis causas de um problema, ajudando na contenção de dinheiro desperdiçado com a prevenção. Para a saúde, aprender de maneira sistemática com a vasta quantidade de dados sobre as experiências e resultados dos pacientes que são gerados diariamente, pode significar um avanço muito interessante”, explica Anderson Paulucci, cofundador da triggo﹒ai﹒

Apesar de se chocar com algumas barreiras quando se trata de questões éticas, a IA neste segmento pode levar melhores resultados para os pacientes, isso, claro, assegurando a proteção dos seus dados. Se as soluções de IA puderem ajudar os médicos a identificar complicações sérias mais cedo, melhorar os diagnósticos e conceder aos médicos acesso fácil às informações coletadas anteriormente, a inteligência artificial pode realmente ser capaz de reduzir esse tipo de risco e, potencialmente, salvar muitas vidas no processo.

As empresas já investem em inteligência artificial e aprendizado de máquina para reconhecer distúrbios cerebrais, tumores cancerígenos, deficiências visuais e muito mais com base em imagens médicas, como ressonâncias magnéticas e ultrassons. A IA também pode fornecer suporte essencial para aliviar o esgotamento dos times, impactando positivamente na rotina dos profissionais da área, que ganham mais tempo para se dedicar a outras funções. Segundo uma análise da Frost & Sullivan, em 2030, espera-se que o mercado de soluções médicas baseadas em tecnologias inteligentes alcance mais de U$ 6 bilhões e, em 2025, projeta-se que a inteligência artificial esteja em todas as áreas da saúde.

Outro ponto interessante é que cada vez mais, os dados da indústria mostram que os setores farmacêutico e de biotecnologia têm intensificado seus investimentos em inteligência artificial e tecnologias de big data nos últimos anos. À medida que os algoritmos e suas aplicações continuam a evoluir, a Inteligência Artificial e o aprendizado de máquina estão sendo cada vez mais disseminados nas operações de saúde e inovadores de todos os tipos. Um software baseado neste tipo de aplicação pode processar enormes quantidades de dados relevantes e voltam com insights acionáveis, reduzindo o trabalho manual de base para as equipes, que estariam cada vez mais sobrecarregadas.


“Com a expansão do uso da inteligência artificial na medicina, os erros humanos podem ser reduzidos. O uso de soluções avançadas no setor também pode aumentar o compartilhamento de conhecimento entre várias especialidades e lugares do mundo. Tudo isso gera uma grande oportunidade para as empresas de tecnologia adentrarem no mercado de saúde, neste contexto a I.A é a grande fronteira da ciência aplicada à saúde que propiciará avanços jamais vistos em toda história.”, finaliza Paulucci.

Share This Post
Have your say!
00

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Thanks for submitting your comment!
Share This